O glifosato ( Round Up) é hoje o agrotóxico mais usado no mundo. Anualmente 450 milhões de toneladas desse produto são jogados no meio ambiente. O seu uso aumentou de forma exponencial depois do advento das variedades transgênicas notadamente o milho e a soja porque variedades RR (Resistente ao RoundUp) foram desenvolvidas com esse objetivo.

Essas variedades RR permitem que mais glifosato seja usado nas lavouras ocasionando níveis de resíduos ainda mais elevados. Em virtude disso, o FDA e o EPA foram obrigados a rever e aumentar os níveis máximos de resíduos permitidos dos meros 1 ppm até os atuais 40 ppm permitidos no milho transgênico.

Existe uma suposição equivocada de que esse herbicida não seria tóxico, mas com a descoberta de pesquisas que foram abafadas pela Monsanto Company desde a década de 80, verificou-se que ele é até, entre outras coisas, cancerígeno.

De fato, cientistas de 13 países reunidos na OMS em 2015 declararam ser o glifosato “potencialmente cancerígeno” .

Desde 2015, que a Dra Seneff, pesquisadora senior do MIT, levantou a hipótese do glifosato ser o causador, sozinho ou em combinação com outros xenobióticos, de várias doenças modernas a saber : Autismo, Alzheimer, Parkinson, Diabetes, Obesidade, Doença Celíaca, Doença de Chron, Linfoma Non-Hodgkins, e mais outras 22 chamadas doenças modernas.

Esse herbicida já foi proibido em dois países, é rotulado com “cancerígeno” na California e o seu uso é proibido em diversas cidades ao redor do mundo. As agencias reguladoras estão demorando muito para rever as suas diretrizes que impeçam o uso indiscriminado e criminoso desse agrotóxico. Torna-se necessário, portanto, que a sociedade tome conhecimento dos malefícios desse pesticida ao solo, as plantas , aos animais e aos seres humanos.

Como disse Steve Druker, em seu livro “Altered Genes, Twisted Truth ” :

“Nós não precisamos de novas leis, nós não precisamos de novas pesquisas, nós apenas precisamos de uma nova consciência. Tudo o que é preciso é que algumas pessoas chave ou um numero suficiente de pessoas em geral aprendam os fatos básicos. E, quando isso acontecer, como está fadado a acontecer, essa aventura transgenética aversa aos fatos, terminará”.

[Texto de José Luiz Garcia]

GLIFOSATOO caminho para as doenças modernas_(2)

Palestra sobre Glifosato!
Classificado como: